PROCESSOS CRIATIVOS NAS CIÊNCIAS E NAS ARTESA questão da participação pública

Vários Autores

Org.: Catarina Pombo Nabais

2021

Porto: Afrontamento

As ciências e as artes sempre utilizaram processos coletivos de criação. Porém, a criação colectiva ganhou recentemente novos contornos pela emergência, a partir da década de 60 do século XX, daquilo que a podemos chamar “viragem participativa”, isto é, o surgimento de um público informado, que se interessa, que toma parte activa, que encontra formas diversas de participação ou é chamado a participar nos processos criativos das ciências e das artes.

Este livro propõe-se pensar as práticas participativas que hoje atravessam a actividade criativa das ciências e das artes, discutir as razões da sua emergência e interrogar o sentido da sua concomitância no mundo actual. Ao longo de quatro anos, foram convocados vários cientistas e artistas com trabalho de campo realizado nesta área para apresentar, partilhar e discutir as dificuldades, os desafios, os resultados e as alegrias que a prática destes processos desencadeia.

Ao conciliar um retrato de projectos concretos de criação participativa em ciência e em arte à micro-escala, todos eles localizados em pequenas comunidades e respondendo a contextos diferenciados, com uma visão filosófica sobre os conceitos mobilizados pelos processos criativos participativos, a vontade deste livro é contribuir, de forma significativa e objectiva, para o debate actual, e cada vez mais urgente, sobre o sentido, os limites e as virtualidades da participação pública nas ciências e nas artes.